quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Poema dengoso

E se noite eu fosse me transformaria em poema dengoso pra conquistar a lua.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário