sábado, 23 de agosto de 2014

Hoje

Hoje quase não consigo sentir o som das cores do dia,
Frigida magia de um mundo exterior.
Se o meu interior quer poesia,
A sociedade diz que é fantasia,
O tempo vale ouro,
Mas teimoso poeta tento ser,
Luto pra esquecer o tempo monetariamente valioso,
Fazer do tempo apenas algo gostoso,
De liberdade palavras inventadas,
Poesias cultivadas,
Gestos criadores de árvores e frutos de bem querer.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário