segunda-feira, 28 de julho de 2014

Catador de palavras

Me sinto catador de palavras,
Inventor de sentimentos,
Poeta de verdades inacabadas,
Sinto que o infinito é bem melhor que a solidão,
Meu coração de poeta tenta alcançar o impossível,
O invisível aos olhos é tatuado na calma,
Que seja essencial todo verso que resgate o melhor da alma.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário