domingo, 16 de setembro de 2012

Pés sem chão

Pés sem chão,
Asa poética,
Voo palavra,
Pouso sentimento.
Corpo quente,
Musica estridente,
Minha semente meu amor.

Cabeça ao leu,
Som do gostar,
No meu ar
Tua geografia.
E tudo é calor,
Giro e pulsar,
pra me domar
Só teu abraço.

Manu kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário