domingo, 8 de fevereiro de 2015

Tempo das palavras

É tardinha no tempo das palavras
O verbo paira no céu
Bola queimada
Cores lindas
As estrelas sorriem na boca da noite
A lua dança suave
A esperança clareia novo céu
Um gosto de paz
Voa suave no templo da inspiração.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário