domingo, 1 de fevereiro de 2015

Quando

Quando chove cores na poesia
Quando do verso molhado brota flor
Quando voa no verbo arco-íris
Quando um beijo suave afasta a dor
Quando o tempo é de silêncio
Quando o vento sopra teu cheiro
Quando  eu navego teu corpo inteiro
Quando somos mar de amar
Quando a vida é o profundo do teu olhar no meu olhar.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário