terça-feira, 9 de agosto de 2016

Coração do silêncio

Nua de palavras
Despida de sentidos
A poesia saiu do mundo
Se instalou no mais profundo
Coração do silêncio.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário