domingo, 21 de dezembro de 2008

Tanta saudade

Tanta saudade
Que não cabe no sentimento,
Doi o corpo de lamento,
O sorriso sai apagado.

Tanta saudade
Que as lágrimas inundam o espaço,
Meu corpo pede teus braços
Minha boca deseja teu beijo.

Tanta saudade
Que mesmo ouvindo Bob continuo triste,
Melancolia que insiste,
Querendo num verso dizer,
Não sei viver sem você...

Um comentário:

  1. Não sofre assim não menino, vai matar essa saudade toda! Rsrsrss...Brincadeirinha amigo, amei a poesia, você sabe! Cheirim.

    ResponderExcluir