domingo, 21 de setembro de 2008

Coração poético

Diga uma palavra,
Uma brincadeira
Cante baixinho,
Uns versos de amor.

Vinícios ou Tom,
O bom do som
Do coração poético
Que cabe em nós.

Largue sua calma
Mostre sua alma,
E me beije em paz!

Manu Kelé

Nenhum comentário:

Postar um comentário