sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Sei lá

Quando o verso bate,
Não cabe coração dentro em mim,
Meu pensamento vira Jardim
As flores tem teu cheiro...

Quando bate o verso,
Infinito brilho estrela guia,
Me deleito doce Magia,
Me interno laço amor...

Quando o verso bate,
De toda parte do pensamento,
Vai soprando mote vento,
Vou voando liberdade...

Quando bate o verso,
Redonda imaginação
Mandala coração,
Peito aberto pro criar...

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário