sábado, 10 de março de 2012

Paz

Quantas palavras cabem num poema?
Quantos sons guardo na memória musical?
Quanta saudade tenho que sentir?
Por quanto tempo tenho que existir?
Até quando o capitalismo vai resistir?
Qual ciência nos faz a crer no amor?
Até quando a fome vai fazer tanta dor?
E se Deus quiser o nosso senhor?
E se o homem destruidor?
Cuspir na verdade?
Não terá idade de ver?
Um dia todos vivendo de igualdade na diferença ?
Curtindo a enorme paciência da paz?
Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário