segunda-feira, 27 de abril de 2009

Rio

Poesia calma,
Que invade e atinge a alma,
Como um céu azul
E tu é toda fortuna,
A riqueza o fevereiro
A alegria o carnaval,
A comida o tempeiro,
O cheiro do viver!
Mesmo sem querer,
Foi feito pra você,
Imaginado num repente,
Quero ser a nascente
O rio do nosso amor!

Manu Kelé

Nenhum comentário:

Postar um comentário