segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Estrela

Como um andarilho, desses que cata papel,
Vivo a procurar no céu,
Uma linda estrela,
Pra enfeitar meus poemas...

Mas isso não vale a pena,
Pois eu a tenho
Pertinho de mim,
Sempre que sorri,
Ela me transforma em verso,
As vezes nem peço, generosamente,
Ela num repente,
Me beija com gosto de amor!

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário